Nunes e outros 20 pré-candidatos buscaram destaque no evento em apoio a Bolsonaro

Durante a manifestação de 25 de fevereiro, o prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Ricardo Nunes (MDB), não foi o único a tentar se aproximar da imagem do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Levantamento realizado pela Gazeta do Povo identificou pelo menos outros 20 pré-candidatos a prefeituras e prefeitos atuais que estiveram presentes no […]

Compartilhe este conteúdo

Durante a manifestação de 25 de fevereiro, o prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Ricardo Nunes (MDB), não foi o único a tentar se aproximar da imagem do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Levantamento realizado pela Gazeta do Povo identificou pelo menos outros 20 pré-candidatos a prefeituras e prefeitos atuais que estiveram presentes no evento que lotou a Avenida Paulista.

A presença de cerca de 750 mil pessoas no ato, segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), foi vista como uma oportunidade para testar a relação do movimento político liderado por Bolsonaro com o eleitorado nas ruas. A lista inclui deputados federais do Partido Liberal sinalizados como pré-candidatos e prefeitos de São Paulo. Confira:

Deputados Federais:

  • Capitão Augusto, pré-candidato à prefeitura de Bauru (SP)
  • Rosana Valle, pré-candidata à prefeitura de Santos (SP)
  • Delegado Ramagem, pré-candidato à prefeitura do Rio de Janeiro (RJ)
  • André Fernandes, pré-candidato à prefeitura de Fortaleza (CE)
  • Gustavo Gayer, pré-candidato à prefeitura de Goiânia (GO)
  • Marcos Pollon, pré-candidato à prefeitura de Campo Grande (MS)
  • Abílio Brunini, pré-candidato à prefeitura de Cuiabá (MT)
  • Rosângela Reis, pré-candidata à prefeitura de Ipatinga (MG)
  • Carlos Jordy, pré-candidato à prefeitura de Niterói (RJ)
  • Capitão Alden, pré-candidato à prefeitura de Feira de Santana (BA)
  • Delegado Éder Mauro, pré-candidato à prefeitura de Belém (BA)
  • Junio Amaral, pré-candidato à prefeitura de Contagem (MG)
  • Bruno Engler, pré-candidato à prefeitura de Belo Horizonte (MG)

Prefeitos:

  • Padre Osvaldo (PL) – Catanduva
  • Pedrinho Eliseu (PL) – Araras
  • Luiz Fernando Machado (PL) – Jundiaí
  • Wagner Costa (PL) – Açu
  • Dr. Isael (PL) – Pindamonhangaba
  • Adriana Lopes (PP) – Campo Grande
  • Anderson Farias (PSD) – São José dos Campos

Redes sociais fundamentais para os pré-candidatos

Com o objetivo de eleger mil prefeitos, o Partido Liberal está apostando em candidatos com presença consolidada tanto no parlamento quanto nas redes sociais. Mesmo para deputados novatos, como Gayer, Brunini e Pollon, o engajamento online é um fator determinante para a sigla, principalmente em áreas mais alinhadas a Bolsonaro.

Nas redes sociais desses parlamentares, a participação na manifestação gerou milhares de curtidas e compartilhamentos. Ao postar um vídeo na Avenida Paulista, por exemplo, o deputado André Fernandes recebeu mais de 400 mil curtidas e 23 mil comentários. O post com menor audiência teve 135 mil curtidas e quase 5.500 comentários.

Segundo o cientista político Adriano Cerqueira, professor do Ibmec de Belo Horizonte, a habilidade de mobilização de Bolsonaro nas redes sociais é um recurso político muito buscado pelos pré-candidatos.

Manifestação revela que o apoio de Bolsonaro é cobiçado por outros partidos

A presença de prefeitos de outras legendas, como Adriana Lopes (PP) e Anderson Farias (PSD), mostra que algumas correntes dentro dos partidos que compõem o Centrão também desejam aproveitar a popularidade do ex-presidente para conquistar votos.

Cerqueira observa que o conselho de Michel Temer (MDB) a Bolsonaro, de evitar conflitos na manifestação, indica o interesse do próprio Temer na força eleitoral do ex-presidente.

“Ricardo Nunes é do MDB de São Paulo, atual prefeito e talvez o cargo mais prestigioso que o MDB tenha atualmente. Manter a prefeitura de São Paulo é crucial para Temer, como um ativo eleitoral. Acredito que o evento organizado por Bolsonaro na Paulista foi muito conveniente para Temer”, avalia o cientista político.

Após a manifestação em 25 de fevereiro, surgiram relatos na imprensa de um encontro entre Bolsonaro e Temer alguns dias antes do evento. Na ocasião, o conselho do emedebista teria sido para Bolsonaro pregar a “pacificação” e falar sobre eleições. No palanque da Paulista, Bolsonaro moderou o discurso contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e evitou críticas diretas aos ministros, falando em “pacificação”.

Bolsonaro também tem sido um ativo importante para o PL atrair mais pré-candidatos para a legenda. No último fim de semana, o ex-presidente participou da filiação do prefeito de Santa Bárbara D’Oeste, Rafael Piovezan, ao PL, saindo do Partido Verde (PV), que faz parte da base do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Com muita honra recebemos neste sábado (2) a visita de Jair Messias Bolsonaro. Momento importante da nossa história na cidade que mostra o prestígio político conquistado com tanto esforço. O evento de hoje é uma demonstração de que, através do trabalho, podemos sempre avançar! Agora, com muita disposição, iniciamos a nossa história no PL, um parceiro que está ao nosso lado desde o início da nossa caminhada. Agradeço ao presidente Bolsonaro pelo convite e por assinar a nossa ficha de filiação”, disse Piovezan.

Bolsonaro também é visto como oportunidade por ex-prefeitos em busca de retorno ao poder

Além de figuras com mandatos, ex-prefeitos que não conseguiram se reeleger na última eleição municipal também buscam se associar à imagem de Bolsonaro. É o caso do pré-candidato do PL à prefeitura de Nova Odessa, Benjamim Bill Vieira de Souza, conhecido como Bill, que foi prefeito entre 2013 e 2021.

“A vinda do presidente fortalece nossos ideais e reforça a importância de diálogos construtivos para o fortalecimento de nossa comunidade. É uma oportunidade única de estar próximo de um grande ícone da nossa política. Não perca essa chance de participar de um dia memorável!”, declarou o ex-prefeito em suas redes sociais sobre o encontro com Bolsonaro, que ocorreu na última sexta-feira.

Bill, que era filiado ao PSDB, se uniu ao PL em junho de 2023, com a presença de Bolsonaro. Essa data coincidiu com o início de uma série de viagens do ex-presidente por redutos eleitorais do Sul e Sudeste.

Ao analisar o potencial eleitoral de Bolsonaro para as Eleições de 2024, o cientista político Elton Gomes, professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), destaca a capacidade do ex-presidente de transferir votos, o que atrai os pré-candidatos. “Vimos o aumento significativo na bancada do PL devido à força eleitoral emprestada por Bolsonaro”, ressalta o professor.

E conclui: “Mesmo que Bolsonaro não seja candidato, ele continua sendo a figura de liderança carismática e o principal ator nas eleições majoritárias, como governador e prefeito. Isso ficou evidente na manifestação do dia 25. Ele é o único líder de oposição com capacidade real de mobilização popular.”

Outros assuntos relacionados
Carlos Santana

Carlos Santana

Jornalista chefe

Jornalista e redator chefe do Jornal da Net.

São Paulo, SP.

Tópicos do conteúdo

Buscas relacionadas

Mega sena