Parlamentares se unem em oposição à venda de armas para Israel – 01/03/2024 – Mônica Bergamo

Parlamentares de 13 países diferentes estão se mobilizando em uma carta que propõe um embargo contra a exportação de armas para Israel. A iniciativa é liderada pela Progressive International, uma organização que busca unir forças progressistas de diversas partes do mundo. O documento destaca a preocupação com o uso de armas letais para matar, ferir […]

Compartilhe este conteúdo


Parlamentares de 13 países diferentes estão se mobilizando em uma carta que propõe um embargo contra a exportação de armas para Israel. A iniciativa é liderada pela Progressive International, uma organização que busca unir forças progressistas de diversas partes do mundo.

O documento destaca a preocupação com o uso de armas letais para matar, ferir e desapropriar palestinos, evidenciando a contribuição das armas fabricadas ou enviadas pelos países signatários para os ataques israelenses que resultaram na morte de mais de 30 mil pessoas em Gaza e na Cisjordânia.

No Brasil, o movimento conta com o apoio da bancada do PSOL na Câmara dos Deputados e do deputado Nilto Tatto (PT-SP), além de figuras como Jeremy Corbyn, ex-líder do Partido Trabalhista britânico, e Jean-Luc Mélenchon, líder do partido França Insubmissa.

A carta, que conta com 218 assinaturas, inclui representantes de Austrália, Canadá, Alemanha, Espanha, Portugal, entre outros países. Dos Estados Unidos, apenas duas congressistas democratas decidiram se unir à mobilização.

O apoio dos EUA a Israel é evidenciado no forte suporte diplomático e militar, com o envio de munições guiadas de precisão desde o início do conflito atual. Diante desse cenário, a carta destaca a necessidade de um embargo de armas como uma exigência legal, não apenas moral.

Além disso, o Secretário-Geral da ONU, António Guterres, reforçou a importância de um cessar-fogo na região e da libertação dos reféns pelo grupo Hamas, visto que a entrega de ajuda humanitária para o norte de Gaza está comprometida.

A carta elaborada pela Progressive International enfatiza o compromisso dos parlamentares em acabar com as vendas de armas para Israel e destaca a urgência de ações imediatas e coordenadas para impedir que os países continuem armando Israel.

Outros assuntos relacionados
Carlos Santana

Carlos Santana

Jornalista chefe

Jornalista e redator chefe do Jornal da Net.

São Paulo, SP.

Tópicos do conteúdo

Buscas relacionadas

Mega sena